Definição motociclística do que é coxinha

Vou tentar explicar o que significa o termo “coxinha” no meio motociclístico.

It´s full of coxinhas !!!

It´s full of coxinhas !!!

Coxas, também chamados carinhosamente de “coxinhas”, são motociclistas muito queridos no universo das duas rodas. Os coxinhas (eu prefiro o termo carinhoso porque é da minha natureza, saca?), diz a lenda, surgiram quando Homo Sapiens passaram por uma mutação (alguns dizem “evolução”, outros discordam veementemente) e se transformaram no Homo HarleyDavidsonus, um ser com forma humanóide que pensa, jura de pés-junto, que anda de motocicleta. Bobinhos:)

Os Homo HarleyDavidsonus, se caracterizam por um carisma enorme, um poder de atração excepcional que os torna irresistíveis as empregadas domésticas. Para as empregadas domésticas, os Homo HarleyDavidsonus são como salgadinhos cheetos. Impossível comer um só. Ao longo de gerações, o cruzamento dessas duas raças criou um ser híbrido chamado Homo Coxinhus que é muito parecido com o seu ancestral só que dotado do mínimo senso de ridículo que o faz entender o que é moto e o que não é. Obviamente, que o sangue do H HD ainda está lá, o que faz com que os coxinhas tenham um comportamento deveras peculiar.

Assim como seus ancestrais, os Coxinhas gostam de motocicleta, só que de verdade. Mas eles gostam tanto, mas tanto das suas motocicletas, que se pudessem, as colocariam numa campânula de vidro. O amor lindo, meigo, incondicional que os coxinhas tem pelas suas motos chega a comover. Mas antes de chegar a etapa da comoção, passa pela da irritação. Coxinhas gostam de suas motos absolutamente limpas e a indústria de detergentes e materiais de limpeza automotivo, diz a teoria da conspiração, estimula esse gostar colocando substâncias químicas que causam dependência psicológica nos coxinhas, coitados. Glitter, excesso de brilho e polimento, desinfetantes e até agentes antibacterianos estão nos produtos de limpeza das motos por causa dos coxinhas. Para os coxinhas, as motos tem que ser tão limpas, mas tão limpas que é possível comer nela. Observe a preposição contraída “nela” ok ? Não é “ela”, pronome apenas. Embora alguns tenham tentado conjunção carnal de tanto amor que tem pelas motos.

Obviamente, uma moto limpa não pode ir a rua. Imagina só !! Os imensos riscos que uma moto corre ao … ir para a rua bicho ?? ? Cê tá doido ? Certamente vai sujar o pneu ! O que seria inadmissível ! Imagina se tiver uma poça dágua e uma molécula de sujeira encostar, triscar, numa carenagem ? Serão dias e dias de polimento, esfrega e estica. Estudos indicam que os coxinhas já estão usando microscópios eletrônicos com software de análise de partículas que fariam as salas limpas de montagens de discos rígidos parecerem restaurante universitário, de tão sujo digo.

Os coxinhas, de um modo geral estão mais concentrados em torno dos seus “pais”, os Harleiros, mas com os movimentos migratórios, os movimentos sociais, os movimentos peristálticos e os movimentos do “old in-out”, eles já se espalharam por todas as categorias de motocicletas. As últimas a sofrerem invasão de coxinhas foram as trails, pois trilheiro é uma raça miserável que bota a moto na lama e fica mais feliz que pinto na *PIIIIIIIIII* (efeito sonoro para censurar). Recentemente um forte movimento penetrante (ui) de coxinhas (ai) foi detectado na comunidade de bigtrails. Afinal, uma coisa que coxinha gosta é moto bonita, cara e de propósito para mostrar para os amigos. As bigtrails, entre tantas outras qualidades, servem para isso também. Principalmente as de 1200cc

Como detectar um coxinha ? É simples :
– Se chover, ele não sai de moto nem com os 666 capetas
– O trajeto típico do coxinha é de 4 a 5km, a distância da casa dele até o point onde ele se encontra com outros coxinhas
– As motos dos coxinhas são as mais bonitas
– As motos dos coxinhas são as mais limpas
– As motos dos coxinhas são as mais barulhentas (ops,,, sorry, essa é moto de tabacudo, outra categoria, perdoe o engano)
– As motos dos coxinhas NUNCA, JAMAIS, nem que o inferno congele, verão uma estrada de barro, areia, terra. Só asfalto. Isso pode ser aferido nos nomes dos motoclubes que tem a forma “<animal qualquer> DO ASFALTO”
– As motos dos coxinhas são as mais bem equipadas com acessórios absolutamente inúteis mas que dão um visual estupendo. Como disse, são as mais belas motos.
– As motos dos coxinhas são as melhores para você comprar usada pois é certeza que ela tem as 328 revisões devidamente registradas no manual do proprietário, todas feitas na concessionária mais cara da região, da qual o coxinha é amigo do dono, sogro do dono, genro do dono ou o próprio.

Mas antes de serem coxinhas, os coxinhas são motociclistas, são nossos irmãos e em 99,9% dos casos são gente muuuuuuito boa com quem você pode contar numa emergência ! Eles nunca se negarão a socorrer você em caso de um aperto com a sua moto, você só tem que esperar ele deixar a moto em casa e voltar ligeiro para acudí-lo… de carro.

14 comentários sobre “Definição motociclística do que é coxinha

  1. Achei “fodástico”! Se fosse erótico seria do gênero mais picante. Onde o maldizer mandou o escárnio pra bem longe. Mais direto não poderia ter sido. Ilário!

    Eu não faço off-road com regularidade. Contudo, concordo que a diversão realmente começa quando o asfalto acaba!

  2. Ótimo texto! Engraçado e bem escrito.

  3. Pingback: Tatus na Chapada – dia 8 | O canto do João Eurico (plus)

  4. caramba, pura verdade…tenho uma naked uma Z750 tá com uns acessórios bacanas mas só anda suja, corto na alta, viagens, trabalho e lazer..agora entendo pq os “kras” lá perto de casa falam que sou desleixado com a moto…ficam dando palpites….são todos “coxinhas” é só os vejos no mesmo point de sempre kkkkk. Tiram os capacetes e poem óculos escuros de bermudinha limpa e tenis rsrsrs, nunca cortaram uma BR debaixo de chuva ou a noite ou na neblina. kkkk

  5. João mais uma vez “PARABÉNS”, esse texto ficou show!!!

  6. Muito bom “Bokomoko do yahoo respostas” hehe, muito bacana esse seu canto, sua descrição de coxinha me remeteu em mente o filme “Motoqueiros Selvagens” de 2007.

  7. Hahaha… Ri muito com esse artigo. Parabéns!

Comente aqui ou faça uma pergunta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s