Redes sem fio – você ainda vai estar numa

Existem várias tecnologias de transmissão de dados (conexão com a internet) sem fio. A mais popular é chamada de WIFI e foi concebida originalmente para uso interno (indoor). Ela usa duas frequencias : 2,4ghz e 5,8ghz. A frequencia de 5,8ghz está sendo abandonada. Ela tinha a vantagem teória de transmitir 54mbps mas o alcance é menor e outras técnicas de codificaçào e divisão de frequencia hoje fazem com que a frequencia de 2,4ghz transmita 54mbps e até 100mbps e até 200mbps (embora sejam apenas alegações de fabricantes). O fato é que para todos os efeitos práticos, wifi hoje em dia é 2,4ghz. O alcance é muito pequeno, apenas algumas centenas de metros. Forçando a barra, usando antenas direcionais e com visada direta (uma antena "enxerga" a outra), pode-se atingir distãncias bem grandes mas esse tipo de transmissão só serve para ligação ponto-a-ponto, ou seja, um computador a outro. Na internet precisamos ligações multiponto. Um monte de computadores ligados a outro mone de computadores. Outra desvantagem do wifi é que ele usa uma frequência muito próxima do microondas. Essas frequências transmitem energia que sào absorvidas pela umidade do ar. Por isso que quando chove, os provedores de acesso via rádio tem a velocidade diminuida e as vezes até saem do ar. O fato da frequencia 2,4ghz precisar de visada também é um limitador. É preciso que o transmissor e o receptor vejam um ao outro, diretamente. É preciso que tenha uma linha de visão entre um e outro, daí o nome "visada". As vezes isso simplesmente não é possível porque tem prédios, árvores, morros, montanhas, outdoors, paredes, gente, elefante, macaco, ave, mosquito, entre os pontos. Tudo isso atenuando o sinal e a velocidade de conexão. Com todas essas limitações o wifi continua crescendo em popularidade. Em alguns locais, simplesmente não tem ADSL ou cablemodem e aí o jeito é ir de wifi mesmo. Além disso, os roteadores wifi para uso doméstico estào se tornando muito populares pois ficam cada dia mais baratos. Por menos de 200 reais se compra um roteador wifi honesto que irá espalhar sinal de internet sem fio por um raio de 50 a 100 metros, o que cobre a maioria das residências e escritórios. O fato de wifi ficar barato pode contornar o problema do alcance. Se um wifi só não tem alcance, taca outro wifi no meio do caminho, e mais outro, e mais outro e assim uma rede de roteadores wifi vai cobrindo toda a superfície da terra. Teóricos dizem que esse é o futuro. Em vez de um equipamentão central supergigantesco de enorme grande mesmo, um monte de wifizinhos espalhados por todos os cantos. Existe uma empresa chamada Meraki que vende essa solução com a seguinte premissa: cada usuário de wifi se torna também um provedor de wifi para a sua redondeza, como um repetidor. Uma abordagem semelhante aos sistemas de compartilhamento de arquivo como kazaa, emule, onde cada um que baixa um pedaço de um arquivo também o compartilha. Existe uma nova tecnologia de transmissão de dados sem fio que promete contornar esses problemas. Chama-se WIMAX. Segundo as promessas de Wimax, teremos conexões com velocidade de 8mps, 16mbps e até 32mbps sem visada. Uma torre suficientemente alta no centro de uma cidade poderia abastecer de internet dezenas de milhares de computadores com wimax ao mesmo tempo. Dizem que se wimax realmente funcionar vai substituir até a tecnologia usada nos celulares. Acontece que essa promessa ainda não se realizou.
Anúncios