Renaul Megane 2.0 versus Honda Civic SI

Certo dia tive que fazer uma viagem de Recife para Maceió de carro. Já fiz essa viagem milhares de vezes e conheço bem a estrada. Existem dois caminhos: a BR 101, passando por Escada, Ribeirão e Palmares e a PE-60, passando por Barreiros, Maragagogi e Porto Calvo. Prefiro ir pela PE-60.
Parti de Recife bem cedinho pois meu compromisso em Maceió era as 9hs da manhã. Deixei minha esposa no Aeroporto dos Guararapes as 5:30 e sai pela Estrada da Batalha em direçao ao Cabo. O trânsito estava bem calmo como era de se esperar num horário tão cedo. Quando cheguei no começo de Prazeres, peguei um sinal fechado, passei o tempo pensando na rota que faria e imaginando se a estrada estaria boa, se teria bloqueio de sem-terra, essas coisas. Quando o sinal abriu, um Hoda Civic SI passou a meu lado em alta aceleração. Acelerou muito e abriu grande vantagem. Fiquei impressionado com a potência do Civic SI. Na reta ele disparou na frente e me fez pensar que se aquele motorista estivesse indo para Maceió, assim como eu, chegaria lá bem mais cedo.
Continuei na estrada e via o Civic se distanciando até que ele pegou a curva a direita que conecta a BR-101 nova ao acesso novo a PE-60, que passa na frente da Caninha 51. Me aproximei. Ao contrário da minha expectativa, o Civic permanecia no meu campo de vista. Eu imaginava que ele iria sumir lá na frente.
Passei a frente da Petroflex, no Cabo, passei pelas lombadas eletrônicas do comecinho da PE-60 com o regulador de velocidade do Megane ajustado para 40km/h. Garantia de que não vou levar multa e velocidade constante na estrada. Nessa velocidade o Megane faz quase 18km/l, segundo o medido de consumo instantâneo do computador de bordo.
Estava praticamente sozinho na estrada vendo um ou outro ônibus e um carro no tráfego local. Eram pouco mais de 6hs da manhã quando passei no posto de polícia rodoviária que fica no entroncamento da estrada para Gaibu. Pista dupla, estrada livre, acelerei um pouquinho. Para minha surpresa, o Civic estava logo ali na frente. Decidi encarar.
Nem acelerei muito e já estava na cola do Civic. Em várias oportndiades, principalmente nas entradas das curvas, cheguei bem perto e poderia ter ultrapassado. Forçando um pouco a barra. Mas a prudência falou mais alto. Percebi que o motorista reduzia muito antes das curvas e as fazia muito “quadradas”. O Megane parecia que um kart. Entrava nas curvas e sequer balançava. O Civic também. Estava bem firme só que o motorista dele era mesmo braço duro. Dava para ultrapassá-lo, era só achar uma oportunidade.
Naturalmente a velocidade de ambos aumentou. O Civic acelerava de forma absurda nas poucas retas e abria vantagem. Nas curvas eu colava nele a ponto de que se quisesse passar por fora, na faixa contrária, teria ultrapassado-o em qualquer dos vários pontos. Mas na saída da curva num tinha nem graça. O Civic dava um pulo pra frente que parecia que o Megane estava parado. A perseguição continuou até a descida para Rio Formoso. O Civic se enrolou numa ultrapassagem de um carro mais lento e eu passei zunindo por ele. Mais algumas curvas e agora a distância aumentava a meu favor. O Civic SI comeu poeira do Megane 2.0. Na subida da saída de Rio Formoso, uma jamenta se arrastava a uns 10km/h. Pelo retrovisor eu via os dois faroizinhos de neon do Civic ganhando terreno. Na ladeira não pode ultrapassar, faixa contínua e ainda por cima tem uma curva para a direita. O jeito é esperar. Mas o Civic SI trapaceia e passa pela direita usando uma pista de acesso para o entroncamento. Bom, durou pouco mais foi legal, pensei comigo. Agora o cara do Civis SI vai acelerar ainda mais e vai-se embora.
Ultrapassei o caminhão já na descida de Rio Formoso para Tamandaré e novamente imaginei que não veria mais o Civic SI. Ahhhh, acontece que essa parte da estrada é particularmente sinuosa. Antes de chegar no retão onde tem o entroncamento da estrada para Tamandaré lá estava o Civic SI lutando com as curvas quadradas. O Megane surfava … Colei de novo. No retão de Tamandaré ele abriu. Nas curvas eu encostei. Ultrapassar era dificil, mas possível.
Fiquei concentrado em aproveitar a chance. Não tinha potência suficiente para ultrapassar o Civic SI pois a moral do motor do Civic SI era maior. Tinha que ser na manha. A chance apareceu no retào do posto fiscal do entroncamento da PE-60 com a estrada que vai para Água Preta e Palmares. O cara do Civic deu bobeira e eu ultrapassei. De novo o Megane 2.0 olhando o Civic SI pelo retrovisor. Estrada sinuosa até Peroba em Alagoas, com uma pequena retinha depois de Barreiros. Se eu coneguir abrir vantagem ele vai chegar muito longe de mim na reta e não conseguirá passar. Continuei fazendo as curvas deliciosas com o Megane, que nem sentia. Abria cada vez mais vantagem, abria, abria e de repente não vi mais o Civic SI. Quando cheguei na entrada da reta, nem sinal do Civic SI. Falta pouco para consolidar a vantagem. Se eu chegar a 1/3 da reta e nada de Civic então ele num me passa mais.Terminei a reta e nada do Civic. Subi um morro e nada do Civic. Desci o morro e nada do Civic. Na retinha imediatamente antes da entrada para São José, nada do Civic SI. Caramba !? Ficou para traz ? ou parou ?  Sinceramente, acho que ele havia parado. Lombada eletrônica de São José da Coroa Grande já me custous uns 1000 reais de multa nos últimos 5 anos. Para evitar, acionei o regulador de velocidade logo depois da pontezinha. São quase 5km a 40km.. Em linha reta… Quando eu comecei a fazer a curva que leva a ponte que separa Pernambuco de Alagoas, vi uma luz de neon lá longe. Epa ! O Civic ainda está por aí ..
Passei pelo posto de polícia rodoviária estadual de Alagoas na pria de Peroba e quando sai da lombada, vi o Civic entrando. Ali tem umas retonas longas e planas. Ihhh alegria acabou. O Civic SI acelerou e dessa vez foi-se embora mesmo. Deixei ele passar tranquilo na reta. Não faz sentido vc acelerar quando o carro que está ultrapassando o seu é notadamente mais rápido. Dessa vez eu achei ue poderia encontrá-lo na parte sinuosa depois de Porto Calvo. Mantive meu ritmo rápido mas sem desespero mas num teve jeito. O Civic SI dessa vez sumiu mesmo. Minha teoria orgulhosa é que ele entrou em alguma praia de Barra Grande, Maragogi ou Japaratinga pois eu num vi nada mesmo nos KM’s seguintes. nem vestígio.
Cheguei em Maceió com folga de tempo para o encontro com o cliente. A estrada estava muito boa e felizmente os Sem Terra não bloquearam a estrada. O passeio foi bom e eu gostei de ter andando com o Megane 2.0 na frente do Civic SI.

Um comentário sobre “Renaul Megane 2.0 versus Honda Civic SI

  1. Muito bom o texto! Lembrei-me exatamente das trocentas vezes que fiz essa viagem. Ia lendo e me lembrando de cada detalhe. Só não sabia que o Civic era mais rápido que o Megane.

Comente aqui ou faça uma pergunta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s